Ir um pouco mais longe

A Lusa, com base numa informação do gabinete que coordena o Plano Tecnológico, anuncia que «Portugal tem a 7ª internet mais rápida e a 9ª mais barata numa lista de 30 países incluídos no relatório “Explaining International Broadband Leadership”».

Confirma-se através do relatório e sim, é verdade.

Mas são três os critérios e o terceiro, a penetração doméstica da banda larga, não aparece referenciado no texto da Lusa (Portugal está em 20º lugar).

Da mesma forma, não se diz que Portugal está, globalmente, em 18º lugar. Antes, no texto da Lusa, fala-se em «posição cimeira de Portugal no relatório da ITIF».

A Lusa limita-se a citar «o comunicado enviado à imprensa», mas podia – e devia – ter ido mais longe. Isso é jornalismo.